quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Diferentes maneiras de contar a mesma história

A História de Chapeuzinho Vermelho na Imprensa

JORNAL NACIONAL
(William Bonner): "Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem...".
(Fátima Bernardes): "... Mas a atuação de um caçador evitou uma tragédia".

FANTÁSTICO
(Glória Maria): "... que gracinha, gente. Vocês não vão acreditar, mas essa menina linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?"

CIDADE ALERTA
(Datena): "... Onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades?! A menina ia para a casa da avozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva... Um lobo, um lobo safado. Põe na tela!! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não."

REVISTA VEJA
"Lula sabia das intenções do lobo".

REVISTA CLÁUDIA
"Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho".

REVISTA NOVA
"Dez maneiras de levar um lobo à loucura na cama".

REVISTA MARIE-CLAIRE
"Na cama com o lobo e a vovó".

FOLHA DE S. PAULO
Legenda da foto: "Chapeuzinho, à direita, aperta a mão de seu salvador". Na matéria, box com um zoólogo explicando os hábitos alimentares dos lobos e um imenso infográfico mostrando como Chapeuzinho foi devorada e depois salva pelo lenhador.

O ESTADO DE S. PAULO
"Lobo que devorou Chapeuzinho seria filiado ao PT."

ZERO HORA
"Avó de Chapeuzinho nasceu no RS".

AQUI
"Sangue e tragédia na casa da vovó".

REVISTA CARAS
(Ensaio fotográfico com Chapeuzinho na semana seguinte)
Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS: "Até ser devorada, eu não dava valor para muitas coisas da vida. Hoje sou outra pessoa".

PLAYBOY
(Ensaio fotográfico no mês seguinte)
"Veja o que só o lobo viu".

REVISTA ISTO É
"Gravações revelam que lobo foi assessor de político influente."

G MAGAZINE
(Ensaio fotográfico com lenhador)
"Lenhador mostra o machado"